• Quinta-Feira, 29 de Fevereiro de 2024

 

Negar o enquadramento é malvadeza política

Negar o enquadramento é malvadeza política


O ENQUADRAMENTO das 40 horas dos Trabalhadores em Educação é um Direito que deve estar no Plano de Carreira do Magistério como acontece em todos os municípios da Região Metropolitana de Salvador. A nossa jornada é de 40 horas e é CONSTITUCIONAL, conforme reza a Lei 11.738/2008 (Lei do Piso).

Os professores que já trabalham em Mata de São João há mais de 10 anos com a mesma jornada de trabalho de 40 horas têm o direito à efetivação de sua jornada (irredutibilidade de salário). Se o Prefeito de Mata de São João nega esse direito o único motivo é político, para manter o controle desses trabalhadores por meio da insegurança que gera prejuízo para os mesmos e para o município, na medida em que não podem planejar suas vidas econômicas para um futuro a longo prazo. Sendo assim, precisamos apoiar políticos que defendam esses e outros   direitos. Os professores que   moram fora do município e que trabalham em Mata de São João terminam gastando aquilo que ganham em centros comerciais de outras cidades, isso representa uma perda econômica para a Mata de São João.

O professor precisa de uma moradia no município em que trabalha que lhe dê segurança para planejar sua vida profissional e familiar, e isso só é possível com uma carreira estável e segura.
Estamos em um ano eleitoral, precismos votar em candidatos a Deputados e Deputadas Estadual e Federal assim como a Governador e Presidente que apoiem a luta dos trabalhadores e que não estejam associados (as) a prefeitos (as) que negam os nossos direitos. Já que a questão é Política, vamos nos posicionar politicamente. Votar em políticos que não apoiam as causas educacionais é desrespeitar a luta histórica de muitas lideranças que sempre lutaram por uma educação de qualidade para todos e todas.

Defenda seu direito votando em quem te representa de fato   e   que tem história de luta. Diga sim a quem apoia o nosso Enquadramento.