• Quinta-Feira, 29 de Fevereiro de 2024

 

Educação, sociedade e escola

Educação, sociedade e escola

1. Qual o papel da sociedade na educação de nossas crianças e Jovens?

A sociedade tem responsabilidade impar no que diz respeito à educação dos nossos cidadãos. Ela precisa planejar que tipo de cidadão ela quer formar. Em Esparta, por exemplo, cidade grega, o objetivo da educação era formar cidadãos fortes para serem soldados e as mulheres deveriam também ser fortes para dar à luz a soldados fortes e saudáveis.

Diz o artigo 205 da Constituição Federal de 1988: " A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho".

2. A Sociedade está cumprindo seu papel?

Considerando que o papel da sociedade é colaborar na formação para o trabalho e na cidadania, penso que está tendo muita dificuldade porque o tripé: Estado, Família e Sociedade não está funcionando deforma harmoniosa. O Estado tem que garantir as condições materiais para que a família e sociedade tenha as condições necessárias para acompanhar e passar valores para as nossas crianças e jovens. Precisamos de uma sociedade onde as condições de vida sejam garantidas: o emprego, o trabalho, a renda possa estar ao alcance de todos. É preciso que o respeito ao outro seja sempre valorizado. A violência doméstica precisa ser aplacada. Nossas crianças precisam de lares mais seguros e harmoniosos. A Arte, a Música, a Dança devem estar voltados para formação dos nossos cidadãos. Que tipo de arte estamos divulgando em nossa sociedade? Que tipo de música? Que tipo de dança?

3. Qual o papel da escola?

A escola é o instrumento do Estado que vulgariza os conhecimentos e a informação. É o espaço formal que garante o acesso ao conhecimento. É a escola que direciona os nossos jovens para o exercício da cidadania e para a qualificação profissional.

4. A escola está fazendo a sua parte no processo de educação?

Penso que é a única instância que apesar do pouco investimento em alguns Estados e Cidades ainda se preocupa profundamente com os cidadãos. Atribuem, de forma injusta, o fracasso da aprendizagem à escola. É uma acusação injusta, porque as nossas crianças e jovens não aprendem os valores básicos do respeito, da capacidade de escutar, na família. É o desrespeito e a incapacidade de escutar que fazem o fracasso da educação. Muitas vezes o professor passa quase um terço do tempo de sua aula pedindo aos alunos para fazerem silêncio. Isso compromete o desempenho.

5. Na sua opinião de cidadão matense, você acha que a administração de Mata está fazendo a sua parte?

Em parte sim. O investimento em estrutura escolar é visível. O tempo integral também sinaliza um grande esforço da administração. Falta é investir nas famílias. Precisamos de projetos que proporcionem uma formação para os pais daquelas crianças matriculadas na rede. Os gestores de escolas convocam os pais daqueles alunos que têm problemas de indisciplina e de aprendizado e muitas esses pais e responsáveis não aparecem na escola. Aqueles que deveriam aparecer na escola, nem sempre aparecem e os problemas continuam. É preciso que a gestão crie um instrumento de avaliação do processo de formação que esses pais estão dando aos filhos. Não adianta apenas investir em prédios escolares e em estrutura se não fizer algo para ajudar as famílias. Como disse anteriormente, é um tripé onde todos devem estar bem: Estado, Família e sociedade (escola que é um instrumento da sociedade). O Município precisa ajudar as famílias a gerarem renda e valores éticos.

6. E os professores de Mata São João, fazem bem o seu trabalho?

Eu não tenho dúvida nenhuma. Os nossos professores são todos qualificados. A Rede conta hoje com mais de 95% de professores com curso superior e com pós-graduação. É uma classe extremamente comprometida com suas responsabilidades pedagógicas. Basta verificar o baixíssimo índice de faltas nas escolas por parte dos nossos professores.

7. O que podemos fazer para que a educação aconteça a contento?

Para que possamos ter uma educação que funcione de verdade, é necessário que o processo de educar não seja colocado apenas como responsabilidade da escola. Todos nós devemos abraçar essa causa. Nos estabelecimentos comerciais, nos órgãos públicos, nos bairros, nas ruas, todos devem se comprometer com a educação de nossas crianças e jovens. A leitura de bons livre deve ser incentivada não apenas nas bibliotecas, mas em todos os lugares, inclusive nos bares. É preciso criar uma cultura de compromisso com o conhecimento, com a educação. Nossas crianças e jovens precisam aprender bons modos. Isso pode começar no simples ato de não jogar lixo nas ruas.